Gazeta Regional Brasil

Butantan suspende produção de Coronavac por atraso de insumos


08/04/2021 - Fonte: Rádio Agência Nacional

Até o momento, o instituto Butantan entregou mais de 38 milhões de doses ao Programa Nacional de Imunização (PNI).

 O Instituto Butantan confirmou, nesta quinta-feira (8), o atraso na entrega de insumos da empresa Sinovac para a produção da Coronavac.  O IFA da vacina, importado da China, que deveria ter chegado nesta semana atrasou por questões burocráticas e tem nova previsão para chegar na semana que vem.

 De acordo com o instituto Butantan todas as remessas anteriores de IFA já foram envasadas há pelo menos 10 dias. Dois milhões e meio de doses estão na etapa de controle de qualidade e próximas de serem liberadas ao ministério.

 Há receio de atraso na entrega das vacinas ao Ministério da Saúde, mas o diretor do instituto Butantan, Dimas Covas, negou que a produção esteja interrompida e afirmou que o Instituto vai entregar as 46 milhões de doses do contrato com o Ministério da Saúde até o fim de abril, dentro do prazo acordado.

 Por meio de nota, o Ministério das relações exteriores informou que, ao tomar conhecimento da possibilidade de atraso no recebimento do IFA proveniente da China, imediatamente coordenou-se com o Ministério da Saúde, acionando, também, a Embaixada em Pequim, para as gestões diplomáticas que se façam necessárias.

 O Itamaraty disse ainda de que o problema já teria sido solucionado pela manhã desta quinta-feira.

 Até o momento, o instituto Butantan entregou mais de 38 milhões de doses ao Programa Nacional de Imunização (PNI). O programa também conta com 8 milhões de doses das vacinas da Oxford Aztrazeneca, que foram envasadas e entregues pela Fiocruz.

Texto: Rádio Agência Nacional

Imagem: reprodução