Gazeta Regional Agronegócio

Exemplar de Cachoeira do Sul é o grande nome do Mancha Crioula 2019


23/02/2019 - Fonte: Agroeffective
Realizado nesta quinta-feira, 21 de fevereiro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), a 16ª edição do Mancha Crioula. A tradicional exposição, que reúne Cavalos Crioulos de pelagens Tobiana, Oveira e Bragada, consagrou o cavalo Kimono do Rio Branco, da cabanha Rio Branco, de Cachoeira do Sul (RS) como o melhor exemplar da raça do ano. Já a égua Cordilheira da Rio Bonito, da Estância Crescenza, de Capanema (PR) foi a melhor fêmea do evento neste ano.
 
O diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, destacou que esta foi a maior exposição do Mancha Crioula em número de animais, com mais de 130 exemplares concorrendo e expositores que vieram também de Santa Catarina e Paraná. “O volume de animais para serem avaliados e julgados só perde para a Expointer e o Bocal. Podemos dizer que hoje é um dos maiores eventos da raça”, observou
 
Já o leilão Mancha Crioula, realizado na noite anterior, fechou com uma média de R$ 17,77 mil na venda dos lotes da raça Crioula, com liquidez total e comercialização para diversos Estados brasileiros, como Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Acre. O lote mais valorizado da noite foi a égua Afrodite 13 da Saron, vendida pelo valor de R$ 52,5 mil. 
 
Foto: Gustavo Rafael/Divulgação
 

 

Publicidade: