Gazeta Regional Região

Dia de Campo leva informação a produtores de fumo do Centro-Sul do RS, em Sertão Santana


22/11/2018 - Fonte:

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) promoveu, na quarta-feira (21), na propriedade de Samir Melatti, na localidade de Emboaba, em Sertão Santana, mais uma edição do Dia de Campo. A atividade apresenta práticas conservacionistas para que os visitantes possam implantá-las em suas propriedades.

O Dia de Campo teve seis estações temáticas: Apresentação da propriedade, diversificação, gestão financeira, planejamento, sustentabilidade, sucessão e PGSAF; Depósito de Agrotóxicos; Fertirrigação: Resultados e Programa Mais Água, Mais Renda; Conservação do solo e da água, plantio na palha, plantio em nível, rotação e estrutura de solo; Coexistência: Projeto Colmeia Viva e Associação Brasileira de Estudo das Abelhas; e Gestão ambiental.

O agricultor Sérgio Bordelon, de Linha Dona Francisca, em Barão do Triunfo, participou da atividade pela segunda vez. Ele faz parte da terceira geração da família, que vive da plantação de fumo. Além dessa cultura, cultiva vários outros produtos. Segundo ele, o programa é mais uma oportunidade de aprender: “Para produzir mais, é preciso buscar conhecimento”. Entre os aprendizados, destacou a estação de Gestão Ambiental, a cargo dos técnicos da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema).

Na estação Depósito de Agrotóxicos, as técnicas da Seapi mostraram o modelo ideal de armazenamento de produtos, com ênfase na segurança dos agricultores e do ambiente. “O cuidado com os agrotóxicos é o mesmo que se deve ter com produtos da indústria farmacêutica, por exemplo. Tem que ter manuseio específico e armazenamento responsável”, orientou a engenheira agrônoma Maria Luiza Conti.

Para adquirir o produto é preciso receita emitida por responsável técnico. As revendas de agrotóxicos devem ter o registro atualizado junto à Seapi. A lista de estabelecimentos comerciais registrados está disponível no site www.agricultura.rs.gov.br. “Se a loja não tem registro, os agricultores devem informar à Seapi”, orientou Rita Antochevis, chefe adjunta da Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários do Departamento de Defesa Agropecuária.

O Dia de Campo é organizado pelo Grupo Gestor do Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água. Para 2019, estão previstas oito edições do evento.

Publicidade: