Gazeta Regional Estado

Quatro professores foram agredidos na tarde desta quarta-feira (7) em Porto Alegre


08/11/2018 - Fonte:

Quatro professores foram agredidos na tarde desta quarta-feira (7), na Escola Municipal de Ensino Fundamental Saint Hilaire, em Porto Alegre. Esse é o quarto caso registrado nas duas últimas semanas de agressão no ambiente escolar.

Segundo a Polícia Civil, a agressora é mãe de uma aluna da escola que foi impedida de participar de um passeio da turma por não ter pago. Ao saber que a filha havia sido excluída da atividade, a mulher teria ido à escola tirar satisfações, quando ocorreu a agressão.

Três professores registraram ocorrência por lesão corporal na polícia. O colégio, que fica na Lomba do Pinheiro, não terá aula na manhã desta quinta-feira (8). Quanto ao turno da tarde, ainda não há definição por parte da secretaria.

 
Escola ficará fechada na manhã de quinta-feira (8), segundo a Secretaria Municipal de Educação  — Foto: Reprodução/RBS TVEscola ficará fechada na manhã de quinta-feira (8), segundo a Secretaria Municipal de Educação  — Foto: Reprodução/RBS TV

Escola ficará fechada na manhã de quinta-feira (8), segundo a Secretaria Municipal de Educação — Foto: Reprodução/RBS TV

 

Outros casos

 

Também nesta quarta-feira, em Porto Alegre, outra escola, desta vez estadual, teve as aulas suspensas após agressão contra a diretora da instituição. Conforme a Polícia Civil, a educadora da Escola Vera Cruz registrou boletim de ocorrência na terça (6), alegando que a mãe de dois alunos a machucou.

No boletim, a diretora relata que o turno escolar havia terminado e ficaram dois estudantes com ela, um de 6 e outro de 8 anos, que são irmãos e estavam esperando pela mãe. Quando a responsável pelas crianças chegou, não teria gostado que a diretora chamou a atenção pelo atraso. Foi quando teria ocorrido a agressão.

A educadora, de 59 anos, foi agredida por trás, com socos, e na queda bateu com a boca no chão e quebrou os dentes. Ela chamava um estudante, que estava no pátio da escola, para entrar na na sala de aula. Segundo o boletim de ocorrência, a agressora é irmã de um aluno e teria se incomodado com a cobrança da educadora.

Na semana anterior, no dia 24 de outubro, ocorreu o primeiro dos quatro casos. Desta vez, Helena Lauenstein, professora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Afonso Guerreiro Lima, no bairro Lomba do Pinheiro, levava uma turma do terceiro ano para o pátio quando, de repente, no saguão de entrada, foi surpreendida por socos e chutes.

Segundo a polícia, ela também foi agredida pela irmã de um aluno, que havia sido suspenso por causa do mau comportamento em sala de aula. Na última sexta (2), a jovem suspeita de ter agredido a professora foi indiciada. Se for condenada, a pena pode chegar a até dois anos de prisão.

Publicidade: