Gazeta Regional Dom Feliciano

Prefeito Clenio Boeira avalia os dois primeiros anos de mandato.


04/10/2018 - Fonte: Mirko Morelli - Gazeta Regional Online

Na segunda parte da entrevista sobre Dom Feliciano, o prefeito Clenio Boeira faz uma análise dos principais problemas enfrentados e dos avanços da administração municipal.

 

Gazeta Regional: Como o senhor avalia estes primeiros dois anos de mandato?

Prefeito Clenio: Nós recebemos o Município com uma série de problemas de ordem financeira e estrutural, tanto na questão do parque de máquinas quanto da conservação de estradas. Inicialmente, nos preocupamos em resolver pendências na área financeira. Tínhamos uma dívida de cerca de R$ 1.500.000 – arredondando, que fizemos o parcelamento, além de outras dívidas, inclusive não empenhadas, como o Troca Troca de Sementes. A partir disso, conseguimos colocar o município num bom caminho.

Tínhamos muitos problemas também em pendências de prestação de contas com o Governo Federal, colocando em risco o Município ter que devolver valores para a FUNASA, por exemplo - recursos de poços artesianos e de aquisição de um caminhão compactador de lixo, em torno de R$ 1 milhão. Buscamos estes órgãos, fomos conversar com a Funasa, com os ministérios, para pedir prazo para que pudéssemos fazer a prestação de contas. Hoje, temos tudo no prazo vigente, o Município não está mais no CADIN – que é o cadastro de inadimplentes. Tínhamos também uma situação em que convênios estavam pendentes, como o caso da pavimentação da Avenida dos Imigrantes, que era recurso de emenda parlamentar. Nem o projeto executivo havia sido realizado de um recurso lá de 2014 ou 2016. Contratamos uma engenheira, fizemos os projetos, conseguimos aprovar na Câmara, Caixa Federal, tudo num prazo recorde de seis meses, caso contrário perderíamos o recurso de quase R$ 500 mil. Hoje a obra está em fase de conclusão.

Publicidade: