Gazeta Regional Polícia

Operação combate o contrabando de cigarros


13/06/2018 - Fonte:

A Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal realizam na manhã desta quarta-feira (13), a operação Humo (fumo em espanhol), em combate ao contrabando de cigarros. Além de Camaquã, a operação é realizada simultaneamente em várias cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

O objetivo é combater o contrabando de cigarros paraguaios e desarticular rede de distribuidores com atuação nos três estados. Para isso, são cerca de 200 policiais federais e 80 policiais rodoviários federais participando da ação.

No início desta manhã a operação começou em Camaquã. Uma casa de bailes na avenida José Loureiro da Silva foi vistoriada, além de pontos no Parque Residencial Arroio Duro e na rua General Canabarro. Os agentes continuam em operação, portanto ainda não há resultados e informações confirmadas sobre apreensões na cidade.

Nos três estados, são cumpridos 22 mandados de prisão e 53 de busca e apreensão. São alvos da ação os depósitos de mercadorias, estabelecimentos comerciais e endereços residenciais vinculados aos investigados. A PF também tenta o sequestro de 32 veículos e o bloqueio de valores de contas bancárias de 16 pessoas. A investigação começou em setembro de 2017, após a apreensão de uma carga de 70 mil cigarros contrabandeados no Chuí, que seria distribuída no Uruguai. No país vizinho, a mercadoria é vendida por valor mais alto do que no Brasil. Os investigadores realizaram um mapeamento de onde partiu a carga e detectaram o que consideram "uma grande rede de distribuição da mercadoria ilegal para diversos pontos do Rio Grande do Sul". Segundo a investigação, o cigarro iria principalmente para Porto Alegre e Região Metropolitana, Pelotas, Rio Grande, Litoral Sul do Estado e cidades da fronteira com o Uruguai. Também foram identificados distribuidores do contrabando em Foz do Iguaçu e Marumbi, no Paraná, e na cidade catarinense de Palhoça.

Foto: Divulgação

Publicidade: