Gazeta Regional Política

“A população precisa ir às urnas em 2018”, afirma Marcus Vinicius de Almeida


15/04/2018 - Fonte:

Marcus Vinicius de Almeida esteve na região na semana passada, em busca de articulações para viabilizar sua candidatura à Assembleia Legislativa nas eleições de 2018.

Em entrevista ao comunicador Gilberto Funk, da Rádio Camaquense, na última sexta-feira (13), ele traçou um quadro do atual cenário político no país e falou sobre as próximas eleições.

 

Operação Lava Jato

 

“As revelações que a Operação Lava Jato escancarou para a sociedade brasileira, de que a corrupção não é um problema de um partido ou de um governo, deixa muita gente descrente com a política. Na minha opinião, Sérgio Moro e Procuradores não são moleques, eles são heróis”.

 

A corrupção sistêmica

 

Vinicius afirma que, independente da ideologia política ou dos partidos envolvidos, o país precisa se livrar da corrupção sistêmica que se instalou nos mais diversos órgãos da administração pública. “Eu participei ativamente dos movimentos que buscavam a retirada de Maluf do partido. Quando Maluf foi preso, fiz questão de comemorar publicamente, assim como fiz recentemente com a prisão de Lula. Michel Temer é um presidente corrupto. Dilma tentou se salvar do impeachment vendendo emendas e oferecendo cargos. Eu trabalho há anos com a coisa pública e posso afirmar: Na política só tem uma forma de ficar rico, que é roubando. Eu sempre tive todas as contas aprovadas por unanimidade pelos órgãos de controle”.

 

Eleições de 2018

 

“Acredito que o povo brasileiro escolheu a democracia. Meu conselho aos eleitores é que em 2018 votem menos apaixonadamente que na última eleição. Olhem a ficha de cada candidato, conheçam quais são as suas intenções. As próximas eleições são a nossa porta para o futuro. A população precisa ir às urnas”, conclui.

Publicidade: