Gazeta Regional São Lourenço

São Lourenço decreta emergência por causa do granizo


02/03/2018 - Fonte:

Nesta sexta-feira (02) o prefeito de São Lourenço do Sul, Rudinei Härter, assinou o decreto 4.782, em que declara situação de emergência nas áreas do Município afetadas pelo granizo que ocorreu no dia 27 de fevereiro, deixando cerca de 550 casas e 300 galpões em estado crítico.

Com duração aproximada de 25 minutos, o granizo seguido por chuva de 55mm, atingiu diversas localidades do interior, entre elas Santa Inêz, Harmonia, Faxinal, Bom Jesus II, Santo Antônio, Benedito, Taquaral, Picada Quevedos, Quevedos, Campos Quevedos, Santa Augusta, Canta Galo, Picada Feliz, Evaristo, Pinheiros, Araçá e Santa Tereza. A área atingida representa 15% do território rural do Município.

Além dos danos nas lavouras de soja, milho, fumo, hortifrutigranjeiros e até mesmo o fumo já colhido que foi danificado em virtude de danos nos depósitos, também houve significativos e volumosos danos nas casas, construções e benfeitorias. Em levantamento realizado pela Emater, em relação as lavouras, o prejuízo causado foi de R$ 19,931 milhões. Em análise ao relatório da Emater foi constatado que os prejuízos poderiam chegar a cerca de R$ 100 milhões, mas como a área está dentro da área atingida pela estiagem e já havia um montante de perdas decretas, neste laudo constam apenas as perdas registradas pelo granizo.

Sendo assim, a Defesa Civil relatou favorável a declaração de situação de emergência, conforme relatório técnico 2/2018. Agora o Estado e a União precisam reconhecer a emergência. Nesta sexta-feira, o Estado publicou a homologação da emergência por causa da estiagem, com prejuízos de mais de R$ 140 milhões.

Foto: Divulgação

Publicidade:
Publicidade: