Gazeta Regional Geral

“O aposentado é muito visado para aplicação de golpes”, comenta advogada


05/07/2021 - Fonte: Rádio Camaquense

A Dra. Elvira Cristina Vargas participou do Programa Ligação Direta, na Rádio Camaquense

 

  Na manhã desta segunda –feira (05), no espaço da Associação dos Aposentados, no programa Ligação Direta, da Rádio Camaquense, recebemos o Sr. Adi, presidente da associação e a advogada, Dra. Elvira Cristina Vargas. Na oportunidade, eles comentaram sobre uma nova modalidade de fraude e empréstimos para aposentados e pensionistas.

  “ Queremos alertar sobre as fraudes que estão ocorrendo, pois os números de fraudes após a pandemia aumentou 155%, conforme uma pesquisa do Instituto do Direito do Consumidor. E agora tem uma nova modalidade. O aposentado chega para retirar seu dinheiro no banco e tem um valor a mais. Eles depositam o dinheiro sem o aposentado saber e descontam por mês. Outras vezes o aposentado recebe ligações e mensagens oferecendo dinheiro. Muitas vezes, é um idoso com dificuldade para ver ou ouvir, com pouca instrução, por vezes nem sabe ler, e de outro lado tem alguém altamente treinado para a função de oferecer empréstimo, muitas vezes esse empréstimo acontece forçado, sem o aposentado saber” disse a Dra. Elvira.

 

Presidente da associação caiu neste golpe

 

“ Me ligaram essa semana, de uma financeira aqui em Camaquã, me dizendo que eu tinha um valor, e estava sendo descontado já R$77,00. Fui lá na financeira e falaram que o dinheiro era meu e depositaram na minha conta R$1.841,00. Hoje vou lá devolver. Quero dizer que as pessoas que querem empréstimo, que fazem nos seus bancos, não em qualquer esquina para não acabar caindo em algum golpe”, comentou o presidente.

 

O que fazer caso aconteça?

 

“Tem duas modalidades de empréstimo. A do consignado, que é depositada na conta. E a do cartão de crédito, que foi onde o Sr. Adi caiu. Eles colocaram esse valor de R$1.841,00 na conta dele e estavam descontando cerca de R$80,00 mensais. Empréstimo na modalidade cartão de crédito.

 As vezes essas ‘empresas’ ligam por telefone, então procure não tratar desses assuntos por ligação. Se pessoalmente já acontece fraude, imagina por telefone”.

 Se aparecer qualquer dinheiro na conta, não mexa. Ninguém dá dinheiro para ninguém. Procure saber do que se trata, faça um boletim de ocorrência, procure devolver. Precisa falar direto com o banco para fazer essa devolução. Assim, serão tomadas providências de acordo com a lei. Em casos, a vítima pode receber até por danos morais”, concluiu.

 

Por: Claudenir Sodré/ Gazeta Regional Online

Imagem: Claudenir Sodré/ Rádio Camaquense

Publicidade: