Gazeta Regional Política

" O contrato entre a empresa BR Parking e a prefeitura de Camaquã está em desacordo com a lei", afirma vereador


22/06/2021 - Fonte: Rádio Camaquense

Vitor Azambuja participou do programa "Ligação Direta", na Rádio Camaquense.

 

 Na manhã desta terça-eira (22), o vereador Vítor Azambuja participou do programa "Ligação Direta", na Rádio Camaquense, oportunidade onde comentou sobre irregularidades do estacionamento rotativo em Camaquã.

 

 "Até hoje não vi nenhum vereador da base do governo falando sobre este assunto:  A tolerância de 10 minutos no estacionamento rotativo. A lei garante que o período de 10 minutos passa a contar a partir da constatação do agente de trânsito do veículo no local, e aqui iss não existem, eles não respeitam isso. Estive em canela, e trouxe comigo um aviso de tolerância. Na serra gaúcha e municípios daquela região eles respeitam a lei", comentou.

 

 "O  contrato assinado entre a empresa BR Parking e a prefeitura de Camaquã está em desacordo com a lei. A empresa alega que no contrato não há gratuidade no contrato,  e tem razão, mas  a culpa não da empresa e sim  de quem assinou o contrato.Solicitei informações da Prefeitura, perguntei se a empresa estaria cumprindo os dez minutos de tolerância, e ele respondeu que sim, estava sendo cumprindo, o que é uma inverdade", afirmou.

"O prefeito Ivo de Lima Fereira enviou um projeto para a Câmara de Vereadores para acabar com esses 10 minutos de tolerância. Nós só queremos estar em acordo com a lei e garantir para as pessoas que queiram ir na farmácia, ou venham do interior para ir no banco, não precsisar pagar por 2 ou 3 minutos", disse.

 " Já aprovei muitos projetos do governo, mas  o que não for de interesse da população eu irei debater" concluiu.

 

 

Por: Claudenir Sodré/ Gazeta Regional Online

Imagem: Claudenir Sodré/ Gazeta Regional Onine

 

Publicidade: