Gazeta Regional Camaquã

Com superlotação em hospitais privados, RS tem quase 86% dos leitos de UTI ocupados


26/04/2021 - Fonte: G1 RS

Segundo o diretor da Agência Reguladora Nacional, alguns hospitais reduziram os leitos privados, enquanto outros aumentaram o espaço. A cama SUS pode aliviar a pressão e atingir 80% da capacidade.

 Por um lado, se o Rio Grande do Sul mantém a taxa de ocupação geral dos leitos de UTI em torno de 86%, por outro lado, as instituições privadas voltaram a ficar superlotadas. Às 16h07 desta segunda-feira (26), 8.946 pacientes encontravam-se em 895 leitos de instituições privadas, correspondendo a 100,1%.

São as vagas do Sistema Único de Saúde (SUS) que reduzem as ocupações. No geral, um total de 1.996 pacientes receberam 2.473 leitos, uma taxa de 80,7%, que é ligeiramente superior ao nível considerado um valor de corte.

 

* cada K do grafico equivale a mil pessoas

No total, são 3.368 vagas para 2.892 pessoas. Portanto, a taxa de ocupação é de 85,9%, o que mantém o alarme no RS.

Segundo o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade, alguns hospitais diminuíram leitos privados e outros, os leitos extras. Desde 25 de fevereiro, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) ativou a fase 4 do Plano de Contingência Hospitalar, e, de acordo com o diretor, não há previsão de revogá-la ainda.

 

 * cada K do grafico equivale a mil pessoas

 

Publicidade: