Gazeta Regional Camaquã

Cidade Empreendedora completa um ano em Camaquã


07/04/2021 - Fonte: Prefeitura Municipal

O programa desenvolvido pelo Sebrae RS em parceria com a gestão pública municipal respalda a criação de um ambiente favorável ao desenvolvimento de negócios

 O município de Camaquã completou em março um ano de adesão ao Cidade Empreendedora. O programa é desenvolvido pelo Sebrae RS e prefeitura municipal através da Secretaria do Desenvolvimento, Inovação, Cultura e Turismo com o foco na melhoria do ambiente de negócios, favorecendo o desenvolvimento do município e aperfeiçoando ferramentas de gestão e serviços que são entregues à população.
 “O Programa Cidade Empreendedora promovido pelo Sebrae em parceria com a prefeitura local é muito importante porque capacita os agentes públicos em temas importantíssimos como o estímulo às compras governamentais diretamente da economia local, a desburocratização e a inovação, que terão reflexos imediatos para os empresários através da agilização dos processos, o estímulo ao surgimento de novos negócios, com ações voltadas ao empreendedorismo. A adesão da cidade de Camaquã ao programa demonstra a preocupação da administração municipal em modernizar e facilitar o ambiente de negócios”, destaca o secretário de Desenvolvimento, Inovação, Cultura e Turismo, Clayton Dworzecki.
Ao longo deste um ano do programa, foram desenvolvidas ações como o desenvolvimento do sistema de licenciamento automático, no qual o usuário possui um ambiente único e digital junto aos órgãos estaduais e à prefeitura, que já possui integração com a Junta Comercial e integração à Rede Simples. Está sendo  também aprimorado o sistema de inspeção municipal, ampliando o mercado para as agroindústrias locais, que passaram a integrar o sistema estadual e federal. Além disso, a Sala do Empreendedor recebeu o Selo Ouro na avaliação feita pelo Sebrae RS em parceria com a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), valorizando os serviços prestados à comunidade e a todos os empreendedores da cidade.
 O Cidade Empreendedora também conta com ações voltadas para a Educação Empreendedora, que são direcionadas ao Ensino Fundamental, com consultoria de apoio aos professores, workshops e oficinas de desenvolvimento de competências socioemocionais, valorizando o protagonismo, a ética e a colaboração. “Nosso principal objetivo é trazer ao município a transformação através de um ambiente mais favorável, promovendo, auxiliando os empreendedores e o desenvolvimento local”, relata o analista de articulação territorial do Sebrae RS Fabricio Sanches Burkert.

Diagnóstico municipal
 Outra ação que ajudou a direcionar as ações no município foi o Diagnóstico Municipal, com foco no desenvolvimento de políticas públicas capazes de promover crescimento econômico local por meio do aproveitamento de oportunidades potenciais e a identificação de eventuais fatores de risco. O levantamento mostrou quais os diferenciais podem ser explorados em evento virtual com a economista Patrícia Palermo. O trabalho analisou os dados de sete áreas e seus perfis: Perfil Demográfico, Social, Econômico, Mercado de Trabalho, Empresas, Infraestrutura e Contas Públicas, e sugeriu melhorias em alguns pontos de atenção para a gestão pública municipal.
 Camaquã ocupa a 39ª posição no ranking estadual e o seu potencial de consumo urbano é R$ 1.257 milhão. O comércio e o setor de serviços têm o maior peso na economia do município, com uma participação, respectivamente, de 42% e 37%. A indústria de transformação responde por 8%, o mesmo percentual da agropecuária, extração vegetal, caça e pesca, enquanto a construção civil contribui com 5%.

Sobre o Cidade Empreendedora
 “O Programa Cidade Empreendedora é nossa principal estratégia para o desenvolvimento dos municípios. Através de eixos prioritários, desenvolvemos junto ao poder público municipal um conjunto de soluções para melhorar o ambiente empreendedor”, afirma a gerente de Políticas Públicas do Sebrae RS, Janaína Zago Medeiros. O desenvolvimento ocorre em quatro frentes prioritárias que são atores do desenvolvimento, com a capacitação do prefeito, secretários e equipe técnica, compras públicas para promover as compras do município junto aos pequenos negócios, desburocratização, atuando na implantação da lei da liberdade econômica e sala do empreendedor e educação empreendedora para desenvolvimento de habilidades socioemocionais dos jovens a fim de ampliar a visão de mundo e despertar o protagonismo neles.
 Em Camaquã, o programa tem como foco quatro eixos priorizados: Liderança; Desburocratização; Compras Governamentais; Educação Empreendedora. E mais três eixos personalizados: Inspeção Municipal, que prevê buscar ampliação de mercado para as agroindústrias locais, auxiliando no aprimoramento do sistema de inspeção e valorização das empresas locais; o Plano de Desenvolvimento Econômico, que prevê o desenvolvimento das lideranças públicas, privadas e do terceiro setor para o protagonismo, a cooperação e o autoconhecimento; e por fim, o eixo da Inovação que terá o objetivo de proporcionar um ambiente favorável à criação de grupos de governança do ecossistema de inovação interessados no desenvolvimento do município.

 Por: Bruno Bonilha/Gazeta Regional Online

 Imagem: reprodução