Gazeta Regional Camaquã

Ouvintes da Rádio Camaquense relatam más condições da Rodoviária Municipal


17/02/2021 - Fonte: Claudenir Sodré

 Nossa reportagem esteve no local, averiguando os fatos e conversando com populares. Após, fomos recebidos por Carlos Guaspari, diretor da Divisão de Trânsito, que é o setor responsável pela rodoviária.

  A Rádio Camaquense foi informada por ouvintes sobre as más condições em que se encontra a Rodoviária Municipal de Camaquã, que é muito usada por moradores da cidade e do interior.

 Sabendo disso, nossa reportagem foi até o local para verificar as informações e conversar com populares. Ao chegar lá, nosso repórter Claudenir Sodré, se deparou com vários bancos quebrados e lixo espalhado no local.

 Em conversa com algumas pessoas, ficamos mais por dentro da situação.

 " Não é de hoje que está assim. Nós viemos toda semana do interior pra cá para ver nossa filha, ir no banco e fazer nossas coisas, e é isso que enfrentamos. É um descaso com as pessoas que usam o local. O que mais encomoda são os bancos quebrados. Não tem onde se encostar para esperar o ônibus. Em pé dói as pernas e se sentar dói as costas", relatou Dona Celma Kafski, moradora da localidade de Passo das Almas, interior de Camaquã.

Outra reclamação foi sobre tentativas de furto que ocorrem no local.

" Tem algumas pessoas em situação de rua que ficam aqui no local durante a noite. Nada contra, sei que a situação é delicada. Só que algumas dessas pessoas tentam roubar pedestres, e isso é grave. Uma vez passei por aqui perto das oito da noite e um rapaz veio pro meu lado dizendo 'passa, passa'. Se eu não tivesse corrido, teria sido roubado", relatou um camaquense que não quis se identificar.

 Após averiguar os fatos, nossa reportagem foi recebida prontamente por Carlos Guaspari, diretor da Divisão de Trânsito, que é o órgão responsável por assuntos do local.

  Guaspari comentou sobre as condições do local: " Sobre os bancos, nós estamos fazendo levantamento para ver quanto vai nos custar e o que sai mais em conta para colocarmos na Rodoviária Municipal, se bancos de plástico ou concreto, pra ter uma maior durabilidade e ter sempre à disposição o assento para os usuários", disse.

 Carlos também comentou sobre os incidentes com andarilhos que ficam no local. " A única maneira de evitar seria cercar o local, mas devido a pandemia estamos evitando gastos. Estamos contando com a Brigada Militar pra nos auxiliar na segurança do local", declarou.

 A emissora foi informada pela acessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Camaquã que o local já teve obras de melhoria, mas devido a atos de vandalismo, o local ficou no estado em que se encontra atualmente.

" Infelizmente devido aos vândalos, nçao conseguimos manter a rodoviária da forma que o cidadão merece, mas fazemos o possível. Pedimos que o cidadão nos ajude a cuidar o local. Se o cidadão ver alguma ação de vandalismo entre em contato com as autoridades", conclui Guaspari.

 Matéria e entrevistas: Claudenir Sodré/ Gazeta Regional Online

Imagens: Claudenir Sodré/ Rádio Camaquense