Gazeta Regional Saúde

Pesquisa sugere que imunidade ao coronavírus pode durar anos


20/11/2020 - Fonte: Jornal O Sul

A pesquisa foi conduzida pelo Instituto La Jolla

 Um novo estudo mostra que a imunidade ao coronavírus é duradoura entre os pacientes que já contraíram a Covid-19. O material, elaborado pelo Instituto de Imunologia La Jolla, na Califórnia (EUA), foi divulgado nesta semana pelo jornal The New York Times e mostra que pacientes têm células capazes de combater a doença oito meses após a infecção.

 Segundo os pesquisadores, a lenta perda de imunidade pode sugerir que as defesas no organismo podem durar anos ou até mesmo décadas. A pesquisa foi publicada on-line e ainda precisa de revisão de pares ou de publicação em jornais científicos. Mesmo assim, se destaca como o estudo mais abrangente já conduzido a respeito da imunidade ao coronavírus.

“Essa quantidade de memória celular provavelmente impediria a grande maioria das pessoas de contrair doenças hospitalizadas, doenças graves, por muitos anos”, disse Shane Crotty, virologista do Instituto de Imunologia La Jolla que co-liderou o novo estudo.

 De acordo com a pesquisa conduzida pelo Instituto La Jolla, é comum que os níveis de anticorpos caiam após certo tempo de infecção. Contudo, eles são apenas uma parte das defesas do corpo contra uma nova infecção. Outras células que “se lembram” do vírus têm um papel essencial no combate a infecções graves.