Viva!

Startup Fácil Consulta é destaque no mercado consultas médicas acessíveis


01/07/2020 - Fonte: Fácil Consulta

  Uma proposta que nasceu em 2017 está ganhando cada vez mais adeptos em 2020: a marcação de consultas médicas com valores acessíveis através da internet e menos tempo de espera no agendamento através do Fácil Consulta. A startup de Pelotas (RS) conta com 450 médicos cadastrados e também sofreu com os impactos da pandemia, mas no mês de maio já registrou o crescimento da procura pelas consultas novamente. Na pandemia a empresa ainda se reinventou e criou um serviço gratuito para atender a população, além de implantar a telemedicina.

  Após se consolidar em Pelotas, sede da empresa, o Fácil Consulta já conquistou espaço em outras cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. O cofundador e CMO da startup, Patrick Goulart, conta que atualmente as três cidades com mais demanda pelo serviço são Pelotas, Santa Maria (RS) e Maringá (PR). "Apesar de ser a última cidade onde iniciamos, Maringá teve uma aceitação muito boa e estamos crescendo bem", aponta ele.

  Segundo Goulart, no início do isolamento social, na segunda quinzena de março, houve uma quebra de 40% nas consultas que já estavam agendadas, mas a ideia não era recuar: a resposta da empresa ao momento de calamidade na saúde pública foi desenvolver um serviço gratuito de teleorientação médica e aconselhamento psicológico sobre o COVID-19. Desde então, foram 200 consultas realizadas. "Como uma empresa do setor de saúde e tecnologia, era nossa obrigação desenvolver uma solução com impacto social", destaca o CMO.

  Outra novidade nos últimos meses foi o desenvolvimento da uma plataforma para viabilizar a telemedicina, regulamentada emergencialmente no país com a pandemia. “É uma opção tanto para os pacientes quanto para os profissionais, além de ser uma forma mais segura para quem está nos grupos de risco poder seguir o acompanhamento médico”, explica Goulart.

  A retomada no agendamento das consultas já é observada desde maio com mais de 1.700 marcações no site, mas Goulart lembra que muitos médicos ainda não retornaram às atividades. A relação com os profissionais também é destaque na startup, que promoveu adaptações no processo de captação de parceiros.

"Antes o contato com os médicos era através de visitas nos consultórios, mas isso não está sendo possível. Para seguir o processo de expansão, estamos estimulando a indicação de novos parceiros para os médicos colegas, somado ao processo de inside sales através do contato telefônico e por e-mail."

  Explica, acrescentando que há uma alta aceitação dos profissionais com o novo modelo do Fácil Consulta.

  Já quanto aos pacientes, a aceitação também é positiva: mais de 70% das pessoas que agendam uma consulta, voltam a marcar outra dentro de um ano. O número de indicações também comprova o sucesso da proposta, já que hoje mais de 30% dos cadastros de pacientes são originados de indicações de outros que já utilizam o serviço.

  Agendamentos práticos e custo-benefício

  O Fácil Consulta é focado em oferecer consultas particulares que podem chegar a valores de até 60% abaixo do agendamento normal. Além dessa questão, o que atrai muitos pacientes é a possibilidade de marcar consultas com menos tempo de espera na agenda do médico. Já para os profissionais, essa é uma possibilidade de aumentar em até 95% a taxa de presença nos consultórios. “Aceitamos somente profissionais com CRM válido, o que aumenta a segurança para os pacientes”, ressalta o CMO da startup.

  Além de Pelotas, Santa Maria e Maringá, o Fácil Consulta também disponibiliza marcações nas cidades de Caxias do Sul, Joinville, Florianópolis e Londrina. Ao todo, já foram mais de 19.000 consultas realizadas, atendendo cerca de 40 especialidades médicas, agora também através das teleconsultas. A startup, cujo projeto nasceu dentro da universidade, passou por etapas de validação no mercado e hoje está consolidada no Pelotas Parque Tecnológico com uma equipe de nove pessoas.