Gazeta Regional Estado

Policia investiga tortura contra funcionário surdo em Caxias de Sul


09/10/2019 - Fonte: Correio do Povo

A Polícia Civil investiga dois suspeitos por crime de tortura e injúria a um colega surdo, de 22 anos, em um supermercado de Caxias do Sul. O caso aconteceu no dia 26 de setembro onde os suspeitos e a vítima trabalhavam. O crime foi gravado em vídeo — e divulgado pelo WhatsApp — por um dos suspeitos e mostra o jovem com as mãos amarradas, usando tiras de plásticos, a uma escada no interior do estabelecimento.

A ocorrência policial foi registrada pela mãe da vítima — que soube do caso por meio do vídeo — na Delegacia de Pronto Atendimento de Caxias do Sul. Ela contou que no decorrer dos cinco anos em que o filho trabalhou no local, ele era alvo de brincadeiras maldosas e sofria agressões recorrentes. O delegado Vitor Carnaúba afirmou que o inquérito foi instaurado e vai ouvir os envolvidos. De acordo com Carnaúba, o caso deve estar resolvido em 20 dias.

Segundo o Gerente do Trabalho de Caxias do Sul, Vanius Corte, o episódio será verificado para saber se os fatos eram recorrentes e não. A partir do resultado, será estudado se a empresa deve ser responsabilizada.

Em nota o Grupo Andreazza lamentou o ocorrido expressando total repúdio ao ato cometido pelos funcionários. Informou ainda, que a responsabilidade pelo fato já foi apurada e os envolvidos desligados da empresa, bem como foi prestada solidariedade e suporte ao funcionário vitima da violência dos colegas, além de sua família. O grupo disse ainda que se coloca  à disposição das autoridades competentes para possíveis esclarecimentos complementares.

Publicidade:
Publicidade: