Gazeta Regional Estado

Dona de casa protesta acorrentada a portão de posto de saúde em Caxias do Sul


04/07/2019 - Fonte:

Uma cena inusitada marcou protesto contra a falta de  médicos na Unidade Básica de Saúde do bairro Ana Rech em Caxias do Sul, nesta quarta-feira. Por volta das 6h30min, a dona de casa Geni Salete da Silva, 59 anos, se acorrentou junto ao portão de entrada do posto de saúde em protesto e ali ficou  por cerca de uma hora. O atendimento aos usuários não chegou a ser prejudicado.

Conforme a vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde da região, Daniela Riva, atualmente, a unidade possui apenas um clínico geral de 12 horas, que atende nas segundas à tarde 16 pacientes e nas terças, ao longo do dia, 32 pessoas.

Em nota a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) esclarece que um dos médicos clínicos da Unidade Básica de Saúde (UBS) Ana Rech deixou o serviço público por motivos pessoais. A reposição deste profissional está sendo providenciada e tratada como prioridade pela secretaria. A Secretaria ressalta que a comunidade de Ana Rech não está desassistida, pois a UBS conta com atendimento de um outro médico clínico e também de um pediatra e de um ginecologista, além de equipe de enfermagem.

A SMS afirma que está usando todas as alternativas possíveis para ampliar a cobertura médica da rede básica, seja por nomeações, contratos emergenciais, pagamento de horas extras aos profissionais que se dispõe e remanejamentos entre os diferentes serviços.

A nota diz ainda que, no dia 21 de julho, será aplicada a prova de um novo concurso para médicos clínicos e especialistas. Porém, reconhece que enfrenta algumas dificuldades em função das características do serviço público. Assim que a contratação de um novo médico for finalizada, o quadro da UBS Ana Rech será recomposto.

Publicidade:
Publicidade: